20.6.07

Desabafo

Caros amigos araiosenses, tive notícias há uns dias atrás que as duas pontes que ligam Conceição a Araióses estão sendo construídas com concreto (enfim). Quem viveu e vive lá sabe que aquelas pontes (cujas fotos estão neste blog) de tempos em tempos necessitavam de reforma e muitos acidentes ocorreram quando a reforma não era tempestiva. Parece que este problema vai ser, no mínimo, minimizado.

Aos poucos, mesmo que muito lentamente, a cidade vem ganhando retoques de modernidade. Pena que muito lentamente.

Tive a oportunidade de conhecer algumas pequenas cidades nos arredores de Brasília e também em outros estados. Há cidades com bem menos apelo turístico que a nossa Araioses e que conseguem um bom fluxo de turistas e uma boa geração de riqueza para a comunidade. Nossa cidade está localizada no meio do Delta do Rio Parnaíba, 70% do Delta está do lado maranhense, onde também Tutóia tem participação. Contudo muito me entristece constatar que a grande receita gerada por turistas está do outro lado do rio, em Parnaíba, cidade que apresenta a estrutura mínima necessária para receber turistas e levá-los para passear no Delta do lado maranhense.

Falta de visão, cresci em Araióses e vi os governantes administrarem sempre a seu próprio favor. E o pior, são sempre os mesmo que se revesam e nada fazem de impactante para mudar a cara do nosso lugar. Falta de visão porque todos estão preocupados somente com soluções paleativas, quando muito.

Carnaubeiras, por exemplo, é o grande fornecedor de caranguejo para o Piauí e boa parte do Ceará. E onde está a riqueza do caranguejo? Não está em Araióses.

Muitas comunidades do Sul do país só conseguiram progresso quando os pequenos produtores se uniram em cooperativas e conseguiram se tornar grandes fornecedores de suas mercadorias. Já dizia o poeta "uma andorinha só não faz verão". O mesmo se aplica aos produtores de arroz, mandioca, farinha, azeite de coco, dentre muitos outros produtos que existem em nossa cidade e que são comercializados isoladamente, sem poder de barganha, sem organização, sem geração efetiva de riqueza. Está garantindo, se muito, a subsistência.

Para o turismo nossa cidade tem muito a oferecer, desde o turismo ecológico até o turismo de luxo. É necessário apenas um pouco de planejamento e um investimento sério. E não é só investimento governamental. Se o poder público oferecer as condições mínimas, muitos empresários se interessarão em investir seu dinheiro. O negócio é rentável, há muitas provas disso, e todo mundo quer investir onde dê frutos.

Pra começar, queridos amigos, precisamos ter estradas. É penoso chegar a Araióses de carro. E uma estrada que ligue o litoral maranhense, ligando Araióses a São Luís, passando pelos Lençóis Maranhenses se encaixaria bem neste meu sonho.

É... por enquanto é sonho.

Quem sabe um dia vou poder ver pelo menos um pouco disso se realizando.

Que alguém que tenha poder, ou tenha influência com quem o tem, ou tenha pelo menos voz ativa nos meios de comunicação e nas rodas de política, possa ler meu apelo e faça alguém pensar numa realidade não tão difícil de se alcançar.

É um desabafo esta minha mensagem. Que seja ouvida.

3 comentários:

Frank disse...

Your blog is very interesting!
Please, send me the photo of your computer desk.
I'll publish on my blog!.
And if you want link me your blog, so I’ll publish on mine.

EMAIL: pcdesktop1@gmail.com

francisca disse...

Oi Mario Lúcio,
Estou precisando de um serviço de despachante em Araioses para retirada de 2ª via de certidão de nascimento, será você conhece alguém?

walterlina disse...

Oi Marinho adorei a mensagem publicada sobre mim e minha familia,vc também é muito especial!
Ah,vc falou de Erisvaldo,Severino e outros amigos que há tempos não os vejo mais tenho saudades...Alguma informação sobre eles?
Parabéns mais uma vez pelo site é muito legal.
beijos

Você é nosso visitante n.º